Breve História de Amor de Tiago Rebelo

Breve História de Amor

Vem sentar-te comigo na Lua

Vem sentar-te comigo na Lua, desafiou-a ele em pensamento, e o convite não podia ser mais tentador. Por isso, imaginou que ela lhe respondera que sim, eu vou, porque, na realidade, ela iria a qualquer lado, desde que fosse com ele. Sentaram-se num banco à beira da Lua, cada um na sua ponta, separados por outras pessoas. A luz branca reflectia-se nos seus rostos, a cidade à volta deles girava apressada e barulhenta, agitando-se impaciente na ânsia do regresso a casa ao fim do dia. Mas era como se, momentaneamente, eles os dois estivessem fora do mundo, a comunicar um com o outros por sinais, indiferentes a tudo o resto. (pág. 49)

Nota pessoal: os meus agradecimentos ao autor pela simpatia com que conversou comigo na Feira do Livro e pela disponibilidade para se inteirar sobre os problemas com que me deparo nas aulas por causa da sua utilização. Apesar de um bocadinho pessimista quanto à sua revogação, não desiste de escrever (de forma belíssima, diga-se) em Português. Muitos parabéns.

This entry was posted in Literatura and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s