Grande Prémio de Crónica APE – Ricardo Araújo Pereira

 Ricardo Araújo Pereira, recém-distinguido com o Grande Prémio de Crónica APE, foi entrevistado por Sara Figueiredo Costa para a revista online «Blimunda».

SFC – Sem exercícios de modéstia, gostavas que a tua obra perdurasse para além de ti?

RAP – Há uma frase do Woody Allen que é uma boa resposta a isso. O que ele diz é qualquer coisa como ‘quero obter a eternidade não através da minha obra, mas não morrendo’. Não me interessa muito que daqui a não sei quantos anos haja alguém que encontra um texto meu na hemeroteca e diz ‘ah, esta crónica da Visão está mesmo engraçada; quem será este senhor?’ Se eu estiver morto há quinze anos, quero lá saber disso. “Cabrões de vindouros”, como diz o José Mário Branco no FMI… Quero lá saber disso.»

(via Edições Tinta da China http://www.facebook.com/pages/Edi%C3%A7%C3%B5es-tinta-da-china/301684475314?hc_location=stream)

This entry was posted in Literatura, Media and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s