A Sexualidade dos Portugueses de Sofia Aboim

sexualidadeportugueses

Em 30 de Abril de 1974, apenas cinco dias depois da revolução, estreava nas salas de cinema portuguesas o filme O Último Tango em Paris, obra cinematográfica realizada por Bernardo Bertolucci, que dois anos antes, na sua primeira apresentação pública havia chocado mentalidades um pouco por toda a parte, lançando a polémica sobre a sexualidade, ou melhor, sobre o que dela podia ser mostrado. O enredo do filme é, na verdade, bastante simples. Um casal de desconhecidos – protagonizados por Marlon Brando e Maria Schneider – encontra-se num apartamento vazio e, guardando o anonimato, vivem na tela uma sexualidade liberta que vai derrubando alguns tabus ancestrais que caíam sobre as relações sexuais heterossexuais. Um ou outro excerto mais arrojado – lembremos a famosa cena em que manteiga é utilizada como lubrificante sexual – tiveram o poder de chocar e fizeram com que o filme fosse banido de vários países. Em 1972, data da estreia mundial, Portugal não foi excepção. Contudo, o efeito libertador da Revolução de 1974 sobre os rígidos costumes da época transformou o filme num ícone e levou muitas pessoas a acorrerem às salas de cinema, muito provavelmente movidas pela ânsia de provar o tão desejado fruto até ali proibido pela moral tradicionalista das décadas anteriores.

Mais informações sobre o livro.

Uma edição da Fundação Francisco Manuel dos Santos
This entry was posted in Geral and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s