Blogue Lá em casa mando eu

lá em casa

Lá em casa mando eu é um blogue escrito a quatro mãos por um casal: ela é adepta do Futebol Clube do Porto e ele torce pelo Sport Lisboa e Benfica, o que quer dizer que nem sempre estão felizes ao mesmo tempo. O humor e a paixão, também clubística, fazem deste blogue um tempo bem passado. A estreia ocorreu no dia 10 de Novembro de 2009, com dois textos que já prometiam:

O nosso Benfica – porto

Sou do Benfica desde que me lembro de ser gente. O Benfica faz parte de mim como se fosse parte imprescindível do meu corpo. Se eu não fosse do Benfica não era eu, era outra pessoa que me mete nojo só de imaginar.
O Benfica faz parte de mim desde sempre. Cresci com Paneira, Mozer, Thern, Valdo e tantos outros. As camisolas vermelhas tão berrantes, o Estádio da Luz enorme, imponente. Quando penso no meu clube, emociono-me. É como se fosse demasiado grande para caber só em mim. O Benfica sou eu, mas é também o meu pai, o D., o F. e o amigo do meu pai que ontem foi connosco à Luz e gritou comigo aquela cabeçada do Javi Garcia (e, como sou doente, ao escrever isto não consigo deixar de fazer um gesto de cabeceamento – perfeito, aliás – e abrir os braços enquanto ouço aquele GOOOOOOOOOOLOOOOOOOOOOOO!!!! que a Luz gritou ontem).

Quero que o Benfica seja campeão como quem quer entrar na faculdade ou um emprego. É de todos os projectos da minha vida aquele a que, claramente, dedico mais tempo a pensar. Quero que o Benfica ganhe o Campeonato e depois outro e depois outro e por ai adiante. As Taças e a Europa são muito engraçadas, mas não me fascinam. Quero o Campeonato. Doentiamente.
Sei que é contigo que o vou discutir. Os lagartos são o comic – relief do campeonato e o braga uns tipos chatos que hão-de ir abaixo (esperamos nós), portanto isto no fundo resume-se a nós e vocês. O Bem e o Mal.
Estou contente com o Benfica deste ano, mas os anos ensinaram-me a desconfiar. Não sei se a equipa aguenta este ritmo e tenho medo que uma boa carreira na Europa nos lixe fisicamente. E para um defensivista como eu, este esquema é uma crueldade permanente para o meu sistema nervoso (aquele tipo da Naval ontem, sozinho desde antes do meio campo, tirou-me anos de vida e roubou-me paciência que eu devia guardar para os nossos netos), portanto temo inclusive que o Benfica seja campeão, mas que eu não chegue a Maio.

Estou doido para que o Benfica mantenha ou alargue a vantagem para o teu clube. Revejo mil vezes por dia os nossos e os vossos pontos fortes e fracos, como se o facto de eu pensar muito no assunto pudesse melhorar o Benfica e piorar-vos.
Amo o Benfica, fiquei doido com o jogo de ontem, passei a manhã a trocar mensagens com obcecados como eu e todos concordamos: é preciso ganhar em alvalade, sim. Mas é preciso ganhar lá como quem tem de ganhar em Vila do Conde ou em Leiria. Fundamental é ganhar ao porto na Luz. Ai sim, decide-se muito disto.
Só penso no Benfica. Quero muito isto. Quero muito o meu Benfica feliz outra vez. Porque o amo. Porque não me faz sentido que vocês ganhem. Porque odeio tanto o teu clube como gosto de ti.

Publicada por M.

O nosso Porto-benfica

Antes de mais nada, olá a todos e espero que gostem. E viva o Porto!

Parece-me um bocado injusto iniciar esta aventura online numa altura em que a balança tende claramente para um dos nossos clubes. Assim é mais fácil um de nós ter moral e argumentos para atacar o outro. Esperto, portanto, que te aguentes com o facto de eu ser tetra.

Por outro lado, não podíamos ter escolhido melhor semana para divulgar a nossa já antiga constatação de que somos adeptos dos dois grandes de Portugal: Porto e benfica (maldito word que me coloca esta palavra com maiúscula e me obriga ao trabalho de voltar atrás e corrigir). Como tal, este blog representa tudo o que interessa no futebol português.

E, tendo isso em conta, apresento-me: sou do Futebol Clube do Porto desde que nasci, desde que a minha família assim o obrigou (desejou talvez ficasse mais bonito), desde que cresci na cidade mais maravilhosa do mundo, desde que comecei a falar com sotaque, desde que comecei a andar até ao Estádio das Antas.

Quem me conhece sabe que não havia outra hipótese. É verdade que nunca joguei futebol (as raparigas basicamente não o sabem fazer) e que só coleccionei cromos porque tenho um irmão. Eu nem sei como se calçam umas chuteiras, confesso. Mas fiquei com o resto.

Apaixonei-me por ver este desporto. E, como sou orgulhosamente fanática e não uma adepta do fair-play, este desporto para mim resume-se a um clube. Claro que gosto de acompanhar os outros campeonatos, saber quem são os outros jogadores, ver bons golos e boas jogadas. Mas tudo isso se evapora quando, por exemplo (e aviso já que vou dar um exemplo mesmo inconcebível), o Porto perde com o marítimo. E tudo depende disso.

Continuando com hipóteses impossíveis e absolutamente fictícias, imaginem que o Porto está a cinco pontos da liderança e que eu estou a ver um lyon-marselha espectacular, escaldante, recheado de golos. O que penso? Que o futebol é lindo? Que nojo.

Penso que tenho saudades do Lisandro e do Lucho. Momento triste. Penso como seria se cá estivessem. Momento nostálgico. Penso que somos capazes de dar a volta e que não é pela falta deles que não vamos lá. Momento de esperança. Penso que sou uma otária em pensar assim, que o Lisandro e o Lucho já lá vão e que é preciso é ir ganhar à luz. Momento de raiva.

E assim passo uns bons minutos da minha vida a pensar nisto. E passam 24 horas e eu continuo a pensar mais ou menos nisto, acrescentando-lhe um penalty que ficou por marcar para a naval. E já passaram mais umas boas horas e a coisa está mais ou menos na mesma.

Não sei se é obsessão, doença, ou paranóia. Nem sequer sei se amor ou paixão se encaixam bem nisto. Sei que estou obcecada em tentar perceber o que está mal na minha equipa. Sei que estou doente por a tua equipa ter mais pontos do que a minha. Sei que fico paranóica quando chegas a casa e eu estou a pensar que o benfica é uma merda. Só sei que amo o meu clube e que gosto tanto de ti como odeio o teu.

Publicada por C.

This entry was posted in Media and tagged , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s