1: A Morte do Pai de Karl Ove Knausgard

3429685

Karl Ove Knausgård escreve sobre a vida com dolorosa honestidade. Escreve sobre a infância e os anos de adolescência, a paixão pelo rock, a relação com a sua afectuosa e algo distante mãe, e o seu pai, sempre imprevisível, cuja morte o desorientou. O álcool e a perda pairam como sombras sobre duas gerações da família.
Quando ele próprio se torna pai, Knausgård tem de encontrar um equilíbrio entre o amor pela família e a determinação em escrever.
Knausgård criou uma história universal de lutas, grandes e pequenas, que todos enfrentamos na vida. Um trabalho profundo e hipnotizante, escrito como se a própria vida do autor estivesse em risco.
«A Morte do Pai» é o primeiro de seis romances que compõem a obra autobiográfica «A Minha Luta».

«Inacreditável… Deixou-me sem palavras.»
[Zadie Smith]

«Poderosamente vivo… Knausgård é intenso e profundamente honesto, sem medo de dar voz às ansiedades universais (…). Existe algo de incessantemente atraente neste livro.»
[James Wood, «The New Yorker»]

«(…) É de cortar a respiração. Não conseguimos parar. Não queremos parar.»
[«New York Times Book Review»]

«É talvez o mais significativo projecto literário do nosso tempo.»
[«The Guardian»]

Uma edição Relógio D’Água. Leia as primeiras páginas do livro.

This entry was posted in Geral and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s