Da Natureza das Coisas, Lucrécio (tradução de Luís Manuel Gaspar Cerqueira)

de rerum natura

Nestas coisas, tenho medo que tu eventualmente penses
que te estás a embrenhar nos princípios de uma doutrina ímpia
e avanças na senda do crime. A este propósito, pelo contrário,
aquela religião deu mais vezes origem a actos criminosos e ímpios.
Foi assim que em Áulis o escol dos chefes dos Dánaos, primícias dos
homens,
manchou horrivelmente com o sangue de Ifianassa o altar da virgem Trívia.

LucrécioDa Natureza das Coisas (trad. de Luís Manuel Gaspar Cerqueira), Lisboa, Relógio d’Água, 2015

This entry was posted in Literatura and tagged , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s