Monthly Archives: May 2015

Azuis Ultramarinos. Propaganda Colonial e Censura no Cinema do Estado Novo, de Maria do Carmo Piçarra

Entre 2006 e 2008 trabalhei no À Bolina, um projecto desenvolvido no bairro da Quinta da Serra, no Prior Velho, habitado sobretudo por imigrantes cabo-verdianos e guineenses. O essencial da acção deste projecto do programa Escolhas era dar apoio escolar. … Continue reading

Posted in História, Portugal, português de facto | Tagged , , , , , , , , , | Leave a comment

Número Zero, de Umberto Eco (tradução de Jorge Vaz de Carvalho)

Di Samis percorria os dez metros que separavam o instituto da sala de aula como se fossem vinte: não seguia uma linha recta, mas uma curva, não sei se uma parábola ou uma elipse, dizendo em voz alta, «cá estamos, cá estamos!», depois … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , , | Leave a comment

Linguagem / Tradução / Literatura, de Walter Benjamin (tradução de João Barrento)

A acção, tal como a percepção, só entram neste Agora da possibilidade de conhecimento de forma incompleta, imprópria, irreal. Próprias e inteiras elas são-no apenas no estado-do-mundo perfeito. Também a verdade é própria, inteira no estado-do-mundo perfeito, mas só ela é … Continue reading

Posted in Filosofia, Literatura, Tradução | Tagged , , | Leave a comment

Da Alma (De Anima), de Aristóteles (tradução de Carlos Humberto Gomes)

  Constitui ainda tarefa difícil determinar quais serão as partes que naturalmente se distinguem entre si e, ainda, se será necessário examinar, em primeiro lugar, essas partes e os seus respectivos actos: a intelecção ou o intelecto, a sensação ou … Continue reading

Posted in Filosofia, sem acordo ortográfico | Tagged , | Leave a comment

Newton. A lei da gravidade. A força mais atractiva do universo. National Geographic (edição especial)

  Apesar de Óptica só ter surgido em 1704, quase duas décadas após os Principia, o estudo da luz e das cores foi um dos interesses mais precoces do génio inglês. Efectivamente, o seu trabalho criativo no campo da óptica terminou aproximadamente … Continue reading

Posted in Ciência, sem acordo ortográfico | Tagged , | Leave a comment

Obra Poética, de Sophia de Mello Breyner Andresen

                                                        Deus recebe em seu silêncio puro             … Continue reading

Posted in Literatura, sem acordo ortográfico | Tagged , , | Leave a comment