Monthly Archives: January 2016

Oblomov, de Ivan Gontcharov

Oblomov parece uma caricatura, mas é um ser humano. É uma daquelas personagens cujo nome passa a integrar o léxico de um país, e se tornam símbolo de determinada característica humana. Assim como dizemos de um discurso que é acaciano, … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , , , , , | Leave a comment

Open. A minha história, de Andre Agassi

Gil — meu treinador, meu amigo, quase um pai — explica as coisas da seguinte forma: O teu corpo está a dizer que já não quer fazer isto. O meu corpo já anda a dizer isso há muito tempo, respondo a … Continue reading

Posted in Geral | Tagged , , , , , | Leave a comment

Se Eu Fosse Chão, de Nuno Camarneiro

  Uma carta aberta em cima da secretária, o sobrescrito com as armas de Portugal, um pedido, uma súplica. António ronda o quarto, coça a nuca, vira os olhos ao tecto, reflecte e empilha palavras: «Agradeço a V. Exa. o … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , , , , , | Leave a comment

Não Percas a Rosa / Ó Liberdade, Brancura do Relâmpago… de Natália Correia

A 25 de Abril de 1974, nas «horas entusiásticas» da alvorada revolucionária, Natália Correia iniciou um diário, propondo-se «viver a festa e simultaneamente relatá-la.» Não Percas a Rosa é esse registo testemunhal das glórias e misérias que convulsionaram o país até … Continue reading

Posted in Geral, Portugal | Tagged , , , , , , , | Leave a comment