Não Percas a Rosa / Ó Liberdade, Brancura do Relâmpago… de Natália Correia

Capa

A 25 de Abril de 1974, nas «horas entusiásticas» da alvorada revolucionária, Natália Correia iniciou um diário, propondo-se «viver a festa e simultaneamente relatá-la.» Não Percas a Rosa é esse registo testemunhal das glórias e misérias que convulsionaram o país até 25 de Novembro de 1975, mas também a exaltação visionária de uma Revolução ainda por fazer: a do Espírito, simbolizado na mística rosa branca.

Ilustrada com fotografias de época, captadas por José António Correia, e reproduções dos manuscritos originais, esta edição inclui vários textos inéditos e reúne, pela primeira vez, sob o título Ó Liberdade, Brancura do Relâmpago, as célebres crónicas que Natália escreveu para A Capital entre Julho de 1974 e Julho de 1975 (Crónicas Vagantes), assim como as que publicou em A Luta entre Agosto de 1975 e Março de 1976.

Uma edição Ponto de Fuga.

“Este livro não adopta o Acordo Ortográfico de 1990”

This entry was posted in Geral, Portugal and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s