Macbeth, de William Shakespeare (tradução de Daniel Jonas)

Livro-Macbeth

MALCOLM:

Não deixaremos ir-se o bom momento

De vos agradecer o vosso afecto,

E compensá-lo bem: senhores, sois condes,

Os primeiros que a Escócia alguma vez

Ouviu chamar. E este novo tempo

Exige que chamemos sem demora

Os nossos conterrâneos no exílio,

Fugidos às ciladas do tirano,

Chamando à justiça os carrascos

Do algoz e da rainha demoníaca,

A qual, consta, tomou nas suas mãos

A sua vida – isto e o que mais

Impenda sobre nós, se Deus quiser,

Virá quando o momento o disser:

Aceitai-nos, senhores, a gratidão

E um convite à nossa coroação.

(Trombetas. Saem todos)

— William Shakespeare, Macbeth (tradução e prefácio de Daniel Jonas), V. N. Famalicão, Teatro Nacional de S. João & Edições Húmus, Lda, Maio de 2017, p. 134.

Advertisements
This entry was posted in Literatura, Teatro and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s