Category Archives: Literatura

Não Cites Pessoa em Vão, de Vasco Silva (selecção, organização e nota editorial)

COMÉRCIO E CULTURA A actividade social chamada comércio, por mal vista que esteja hoje pelos teoristas de sociedades impossíveis, é contudo um dos dois característicos distintivos das sociedades chamadas civilizadas. O outro característico distintivo é o que se denomina cultura. … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , , | Leave a comment

José Cardoso Pires e o leitor desassossegado, de Marco Neves

Nos aspectos analisados até agora, a paródia ao romance policial satiriza sobretudo a actuação policial e o ambiente social vivido na época dos eventos narrados, sátira que se baseia em grande medida no facto de o regime criticado já ter … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , , | Leave a comment

O Centro do Mundo, de Ana Cristina Leonardo

  Apesar da «nobre indiferença muçulmana pelo autoclismo, o esgoto, a árvore frondosa e a ânsia de ar das ruas novas» de que falava Aquilino, dando razão a Boris, e da falta de pergaminhos que já em 1758 era notada … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , | Leave a comment

Macbeth, de William Shakespeare (tradução de Daniel Jonas)

MALCOLM: Não deixaremos ir-se o bom momento De vos agradecer o vosso afecto, E compensá-lo bem: senhores, sois condes, Os primeiros que a Escócia alguma vez Ouviu chamar. E este novo tempo Exige que chamemos sem demora Os nossos conterrâneos … Continue reading

Posted in Literatura, Teatro | Tagged , , , | Leave a comment

Os Cem Melhores Poemas Portugueses dos Últimos Cem Anos, de José Mário Silva (org.)

  O título desta antologia — Os Cem Melhores Poemas Portugueses dos Últimos Cem Anos — contém um adjectivo problemático. No conjunto dos muitos milhares de poemas escritos por autores portugueses num século inteiro, como escolher «os melhores»? E o que … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , , , , , , | Leave a comment

Avieiros, de Alves Redol

O escritor não é ser passivo ante o mundo que o cerca. Apaixona‑se sempre. A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica. Recusa padrões, fórmulas, os caminhos fáceis … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , , | Leave a comment

Vida e Obra de Fernando Pessoa, de João Gaspar Simões

E cumpria, mas cumpria sempre com atraso. Colaborava agora, regularmente, na Presença. E os directores da revista projectavam publicar-lhe a obra. Mas era preciso extraí-la dos papéis avulsos, da sua «biblioteca virtual» de poemas inéditos, como dizia. E nunca chegava … Continue reading

Posted in História, Literatura | Tagged , | Leave a comment

Poemas Escolhidos, de W. B. Yeats (tradução de Frederico Pedreira)

*** UM DIÁLOGO ENTRE O EU E A ALMA […] Estou satisfeito por perseguir até à origem Tudo o que decorre da acção e do pensamento; Examinar o todo; perdoar-me por esse todo! Quando alguém como eu espanta o remorso, … Continue reading

Posted in Literatura, Tradução | Tagged , , , | Leave a comment

Aulas de Literatura – Berkeley, 1980, de Julio Cortázar (tradução de Miguel Filipe Mochila)

Recentemente, durante um voo da cidade onde moro (por acaso, aquela onde nasceu Cortázar) para os Estados Unidos (não, não foi para Berkeley), li com bastante agrado as Clases de literatura – Berkeley, 1980. Acabo de descobrir que existe uma … Continue reading

Posted in Literatura | Tagged , | Leave a comment

A Escada de Istambul, de Tiago Salazar

  Nótula na ficha técnica: Este livro segue a grafia anterior ao Novo Acordo Ortográfico de 1990. A propósito desta nótula, recordemos outras nótulas aqui deixadas, para obras de Nunes Barata, Torga e Pulido Valente. – Contentas-te com a imagem de um banqueiro mundano, … Continue reading

Posted in História, Literatura | Tagged , | Leave a comment